segunda-feira, 28 de julho de 2014

O CEARÁ ACUMULA PREJUÍZOS COM A ARENA CASTELÃO

Foto: Floripa Notícias
O CEARÁ S C fez no sábado, 19/05, a sua última partida de vigência do contrato de exclusividade com a ARENA CASTELÃO. A partida CEARÁ 2 X 1 ICASA pela 12ª rodada da série “B” 2014, aconteceu exatamente no último dia de vigência do contrato de exclusividade do alvinegro com a empresa privada que administra o CASTELÃO. Do ponto de vista social, poderíamos questionar o fato de um patrimônio público, construído com dinheiro da comunidade, ser entregue a uma empresa privada que passa a ditar as normas de convivência sob o olhar do lucro. Não é este o ponto que queremos abordar. Vale ressaltar que ao assinar o contrato original, a diretoria do CEARÁ vinculou parte da receita, à compra do CT LUÍS CAMPOS, um marco na vida do alvinegro. Isso representou uma jogada espetacular do ponto de vista do torcedor. O contrato, viabilizaria, finalmente, o sonho de grande parte da torcida alvinegra. O questionamento a ser feito, diz respeito à viabilidade econômica do contrato, do ponto de vista do clube. Os valores conhecidos, R$ 130.000,00 (cento e trinta mil reais), em troca da exclusividade de atuar no CASTELÃO e veicular na parte nobre da camisa do clube, são o motivo desta análise. Tivemos o cuidado de levantar números referentes a alguns jogos do alvinegro durante o ano em curso. E os números são bem evidentes, de que, apesar do conforto, da modernidade das instalações, o CASTELÃO tem problemas de infra-estrutura de mobilidade humana. Para chegar ao local, com horários inconvenientes de jogos, do ponto de vista do torcedor comum, com partidas terminando por volta de meia noite, sem meios de transporte eficiente, torna a presença de público mais escassa. E a falta do torcedor nos jogos, implica em prejuízo. 

Para exemplificar os fatos, vamos aos números: nas quatro primeiras partidas realizadas no Castelão em 2014 pela série “B”, só em uma delas, o torcedor alvinegro compareceu em número superior aos 10.000 pagantes. A seguir, uma tabela com os números:
DATA
DIA
HORA
CLUBE



CLUBE
PÚB PAGANTE
19/04/14
SÁB
21h00
CEARÁ
1
X
0
OESTE/SP
  7.128
03/05/14
SÁB
16h20
CEARÁ
2
X
2
NÁUTICO
  9.429
07/05/14
QUA
20h30
CEARÁ
4
X
1
PARNAHYBA
  5.489
10/05/14
SÁB
21h00
CEARÁ
2
X
1
PARANÁ
  7.005
19/07/14
SÁB
16h20
CEARÁ
2
X
1
ICASA
13.037|

A média de presença de público pagante no Castelão, nestes jogos, portanto, é de 8.418 torcedores.

Agora, um comparativo com jogos realizados no Estádio Presidente Vargas, no mesmo período, pelas mesmas competições, Série “B” e Copa do Brasil.
15/07/14
TER
21h50
CEARÁ
1
X
3
JONVILLE
17.834
23/07/2014
QUA
19h30
CEARÁ
1
X
1
CHAPECOEN
11.577

A média de presença de público pagante no Presidente Vargas, nestes jogos, portanto, é de 14.705 torcedores.

Apesar do quadro acima ser de um pequeno número de jogos, dá para fazermos um comparativo pontual entre tais números. E, através desse comparativo, dá para notarmos quanto o clube pode deixar de arrecadar em bilheteria, pelo fato de assinar contrato de exclusividade com a ARENA CASTELÃO.

Como no PV, no comparativo, a média de público é superior à do Castelão em 6.287 pagantes, e a média de peço de ingressos nos dois jogos é de R$ 15,11, transformando os números em valores temos: 6.287 x R$ 15,11 = R$ 94.996,00 ou seja, em cada partida realizada no PV o clube arrecadou R$ 94.996,00 a mais que no Castelão. 

Os números provam que, ao abdicar do direito de realizar pequenos jogos, cuja previsão de frequência de público seja compatível com a capacidade do PV, o clube estará assumindo a opção de abdicar de uma arrecadação de bilheteria de R$ 94.996,00. 

Por fim, deixar de arrecadar R$ 94.996,00 por jogo para receber uma quantia mensal correspondente a R$ 130.000,00 se levando em conta que o clube joga de duas a três partidas por mês, é assumir um prejuízo deliberado. Por esta razão, entendemos que, melhor que dar exclusividade de jogos à ARENA CASTELÃO, é assumir um prejuízo, cujos valores recebidos em troca, por força do contrato, não compensam para o clube.

1 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por fazer um comentário, em breve estaremos analisando e liberando sua postagem. Edmilson Maciel