sábado, 23 de agosto de 2014

ESTÁ DIFÍCIL SEGURAR O MAGNO ALVES

Foto: CEARÁ S C 
O atacante MAGNO ALVES, continua assediado pelo seu empresário, que vê na oportunidade de transferi-lo para o FLUMINENSE, a possibilidade de embolsar mais alguns milhares de reais. Diante do interesse do clube carioca, que fez uma oferta tentadora a título de salários para o jogador, a dificuldade para segurar o artilheiro vestindo a camisa alvinegra, vai se tornando um problema para o presidente em exercício, o empresário ROBSON DE CASTRO. MAGNO ALVES já expressou o desejo de terminar a sua carreira no clube que o projetou para o futebol, e vê, na oferta de contrato de dois anos, a chance de concretizar o sonho. Contra o atleta, há o valor da multa rescisória, cujo montante, a diretoria alvinegra prefere não revelar e esconde a todo custo, e o fato da esposa, profissional de imprensa, com tradicional programa na televisão local, que prefere permanecer exercendo a função de jornalista. A multa, o FLUMINENSE pagando, não há o que fazer. É direito do clube. Mesmo vivendo um momento ruim, com baixo rendimento nas últimas partidas, obrigações financeiras atrasadas, a diretoria do tricolor carioca pode, a qualquer instante, depositar o valor da multa e dispor do jogador no seu quadro. Para o CEARÁ S C, seria a perda de um dos seus principais jogadores, artilheiro e com grande prestígio junto à torcida. A legislação atual, permite que o jogador seja transferido mediante o simples pagamento do valor estipulado. Resta à diretoria, torcer para que MAGNO ALVES permaneça no clube, ajudando na difícil missão de ascender à série "A" em pleno ano do seu centenário. MAGNO ALVES é peça fundamental nesta busca. Se realmente for para o FLU, a partida deste sábado (23/08/2014) em São Paulo contra a Portuguesa de Desportos, pode ser a última do jogador com a camisa alvinegra. Os próximos três dias, serão decisivos para definição do fato.  

1 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por fazer um comentário, em breve estaremos analisando e liberando sua postagem. Edmilson Maciel