domingo, 17 de agosto de 2014

LENTA MARCHA PARA O ABISMO

Foto NET
A greve dos jogadores do GRÊMIO BARUERI, que deixaram de disputar uma partida contra o OPERÁRIO/MS válido pela série “D”, expõe indícios de que o futebol brasileiro marcha lentamente para o caos. Primeiro foi a decisão dos jogadores do BOTAFOGO/RJ que entraram em campo com faixa de protesto por atraso nos compromissos do clube para com eles. Todo o país viu e se assustou com a corajosa atitude dos jogadores, que, via de regra, temem se expor e figurar em uma eventual “lista negra” dos dirigentes. Depois, foi o CRACK DE CATALÃO/GO que anunciou a desistência de disputar a sequência da série “C”, por dificuldades financeiras. Também, com salários e outras obrigações em atraso. Foi salvo pela prefeitura da cidade goiana. O passo seguinte, foi a crise do GRÊMIO BARUERI, cujos jogadores, não foram a campo e receberam a solidariedade dos jogadores adversários, que se deitaram em campo, em homenagem aos colegas grevistas, imagens que se propagaram pelo mundo todo. O modelo começa a ser discutido. A partir da LEI PELÉ, que criou a figura do “AGENTE FIFA”.  Mal o jogador começa a dar os seus primeiros passos com a bola no pé, lá está o empresário para empregá-lo, conseguir-lhe salários astronômicos muitas vezes e, principalmente, usufruir dos dotes como co-gestor da sua carreira. O clube, serve para lhe dar guarida como uma “MÃE DE ALUGUEL” que loca o seu ventre para gerar um embrião. O que antes era patrimônio do clube, tem agora um atravessador que usufrui dos lucros que a antiga ‘LEI DO PASSE” remunerava o clube, por investir na formação do craque. A consequência aí está! Escassez na revelação de novos jogadores, os poucos que são revelados, vão bem cedo para os clubes do exterior e o futebol brasileiro, vai descendo de categoria. De um dos melhore campeonatos do mundo, já não temos tantos atrativos no “BRASILEIRÃO”, no modelo de gestão atual. São raros os exemplos de clubes com gestão eficiente na atualidade no país. O grande celeiro de craques, característica do futebol brasileiro, perde terreno a cada dia! É a morte lenta de um patrimônio cultural do povo brasileiro. 
Foto NET

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por fazer um comentário, em breve estaremos analisando e liberando sua postagem. Edmilson Maciel