quarta-feira, 5 de novembro de 2014

CBF VETA FÓRMULA LÉGUA TIRANA

Foto: NET
A tentativa de fazer um campeonato cearense nos velhos moldes, com jogos sem nenhuma atração, foi vetada pela CBF. Pelos clubes, a opção seria atropelar datas, entrar numa incansável maratona de jogos deficitários, e assumir o prejuízo. A proposta, previa que cada clube faria, no mínimo 18, e no máximo, os que fossem passando de fase, 22 partidas. E pensar que, CEARÁ e FORTALEZA, optaram por esta fórmula anti-econômica. Imagine-se, tendo que jogar no Castelão, com prejuízos permanentes, visto que, na primeira fase, sem atrativo, talvez uns 2 desses jogos, apresentassem algum resultado financeiro positivo. Certamente, para a Federação, seria ótimo. Para ela, um percentual da renda está garantido, mesmo que os clubes tenham prejuízos. Com o veto da CBF, um novo modelo será delineado. O raciocínio deve ter sido mais ou menos do tipo seguinte: melhor jogar durante todo o mês de janeiro, arcando com prejuízos, do que ficar fazendo pré-temporada obrigatória. A ideia que nos passa, é que, para os nossos dirigentes, a pré-temporada nada representa. O mundo inteiro pratica. O mundo está errado. É a história do pai orgulhoso do filho que, no pelotão de dezenas de soldados marchando, todos estão com o passo errado, só o meu filho está certo.  

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por fazer um comentário, em breve estaremos analisando e liberando sua postagem. Edmilson Maciel