quinta-feira, 19 de março de 2015

CEARÁ VENCE CLÁSSICO E TERMINA EM PRIMEIRO

A sequência de 4 clássicos, envolvendo Ceará e Fortaleza, num pequeno espaço de um mês e meio, não foi suficiente para afastar o torcedor do Castelão. Na 4ª edição do ano, 37.494 torcedores pagaram ingressos para ver mais um jogo emocionante, envolvendo as duas maiores forças do estado.

Precisando vencer, para retomar a liderança do grupo, e obter o benefício de decidir em casa a próxima fase, o alvinegro fez valer o melhor nível técnico dos seus atacantes, que foram cirúrgicos, na hora “H”.

O técnico Silas, mais uma vez, ousou, entrando com 3 atacantes em campo. Só que, uma das suas armas, o atacante Marinho, parecia não estar bem, aos olhos do torcedor. Logo nas primeiras entrevistas, Marinho informou que teve febre durante a noite, problema também vivido pelo meia Ricardinho. Aberto pela direita, faltava explosão para o rápido atacante. Aos 38 minutos, ele teve um desmaio em campo, foi socorrido e entrou Wescley.

A primeira etapa foi equilibrada. A primeira grande oportunidade foi do Fortaleza. Aos 11 minutos, o volante Pio se livrou com facilidade de dois adversários, pelo lado direito, entrou na área, e, na frente de Luís Carlos, bateu cruzado, perdendo a chance.

Aos 18, Ricardinho recebeu livre na área, pela esquerda, bateu forte, em cima de Deola.

Aos 36, Uilliam Correia enfiou passe milimétrico para Magno Alves, ele entrou livre pela esquerda e bateu de pé esquerdo fraco, para fácil defesa de Deola.

CHARLLES

Aos 40, Ricardinho bateu escanteio pela esquerda, Deola saiu mal e o zagueiro Charlles desviou de cabeça, abrindo o marcador.

No início da segunda etapa, o Fortaleza voltou bem aceso, e o lateral Tinga, logo no primeiro minuto, perdeu grande oportunidade, chutando por cima na entrada da pequena área.

Aos 3 minutos, Everton pegou rebote na área, bateu forte, acertando a trave.

Aos 8, boa chance para o Ceará, com cruzamento na área, Magno alves livre testa em cima de Deola.

A grande chance do empate, surgiu nos pés de Everton, aos 26 minutos, mas o eficiente Luís Carlos fez um milagre, evitando o gol.

Aos 35, num rápido contra-ataque, Magno Alves recebeu na entrada da área, ameaçou bater e rolou com categoria para Wescley entrar livre e tocar de pé esquerdo, desviando do goleiro.

Aos 44, num cruzamento longo da esquerda, Fernandinho tenta interceptar, e faz contra, selando o lacar em 2 X 1.

Com a vitória, o Ceará fecha a 1ª fase na liderança do Grupo “D” com 12 pontos ganhos e a 3ª melhor campanha entre os 20 clubes, atrás apenas dos 2 baianos, Vitória e Bahia.

Ceará 2 X 1 Fortaleza

Local: Arena Castelão

Competição; Copa do Nordeste

Público: 37.494 pagantes

Renda: R$ 788.330,00

Árbitragem: Léo Simões, Nailton Oliveira e Renan Aguiar 

Gols: Challes (40’ 1ºt), Wescley (35’ 2º t), Fernandinho (contra) (44’ 2º t).

Ceará: Luís CArlos, Samuel Xavier, Charlles, Gilvan e Fernandinho; Sandro Manuel, Uilliam Correia, Ricardinho (Marcos Aurélio) ; Marinho (Wescley), Magno Alves  e Assisinho (Robinho);

Técnico: Silas

Fortaleza: Deola, Tinga, Lima, Adalberto e Wanderson; Correa (Dudu), Pio (Samuel), Vinícius Hess e Everton; Maranhão (Cassiano) e Lúcio Maranhão;

Técnico: Marcelo Chamusca 

     

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por fazer um comentário, em breve estaremos analisando e liberando sua postagem. Edmilson Maciel