domingo, 8 de março de 2015

FORTALEZA VENCE E QUEBRA TABU

Com um gol ao apagar das luzes, marcado pelo meia Maranhão, o Fortaleza venceu o Ceará por 2 X 1, e quebrou um tabu de mais de 3 anos, que o Ceará mantinha sobre ele. 
Foi um clássico de muitas oportunidades, que contou com um erro de arbitragem que foi decisivo, influenciando no resultado do jogo. 
O Fortaleza começou melhor, ganhou claramente a batalha de meio campo, mas, foi o Ceará quem saiu na frente. 
Aos 21 minutos da primeira etapa, Assisinho fez grande jogada pela esquerda, entrou na área e deu voltando na medida para Ricardinho finalizar duas vezes, abrindo o marcador.
O Fortaleza continuou pressionando, e aos 36 minutos, o lateral Wanderson cruzou da esquerda, Daniel Sobralense empurrou pelas costas o zagueiro Gilvan e ficou livre para cabecear, a auxiliar Carolina Romanholi fingiu que não viu, o árbitro Almeida Filho seguiu o exemplo da auxiliar, e validou o gol, decretando o empate.
Na segunda etapa, o Fortaleza continuou com maior volume de jogo, ganhando a meia cancha, várias chances foram criadas por ambas as equipes, mas, aos 41 minutos, o meia Maranhão recebeu
Maranhão - Autor do gol da virória
Foto: NET
livre uma cobrança de escanteio, num cochilo da defensiva alvinegra, bateu cruzado, marcando um golaço. 
Foi a primeira vitória do Fortaleza, depois de 13 partidas e mais de 3 anos, sem vencer o rival. A última havia sido no dia 12 de fevereiro de 2012. 
A vitória recolocou o tricolor na briga para se classificar para a semi-final, chegando aos 7 pontos, superando o Quixadá que tem 6, e igualando-se ao líder Icasa, que tem 7. 

Ceará 1 X 2 Fortaleza

Data: 07 mar 2015
Local Arena Castelão
Público: 29.880 pagantes
Renda: 522.643,00
Arbitragem: Almeida Fº, Mardônio Ribeiro e Carolina Romanholi
Gols: Ricardinho (21' 1ºt), Daniel Sobralense (36 1ºt), (Maranhão (41' 2ºt)

Ceará: Luís Carlos, Tiago Cametá, Charlles, Gilvan e Samuel Xavier; João Marcos (Sandro Manoel), Ricardinho (Robinho), Uilliam Correia e Marcos Aurélio; Assisinho (William) e Magno Alves;
Técnico: Silas

Fortaleza: Deola, Tinga, Lima, Adalberto e Wanderson; Correia, Vinicius Hess, Pio (Wiliam) e Everton; Daniel Sobralense (Maranhão) e Lúcio Maranhão;
Técnico: Marcelo Chamusca

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por fazer um comentário, em breve estaremos analisando e liberando sua postagem. Edmilson Maciel