terça-feira, 31 de março de 2015

POLÍCIA ENTRA NA DANÇA NO PROCESSO QUE PUNIU O FORTALEZA

Depois dos atos de vandalismo, que foram praticados na sede da Federação Cearense de Futebol, além de ameaças feitas pelas redes sociais, a membros do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol - T J D F, foi necessário tomar providências, para que, o caso não tome proporções mais graves.
O Presidente do TJDF, Advogado Jamilson de Moraes Veras, acionou, na tarde de ontem, a Polícia Civil, e um inquérito foi instaurado, para apurar responsabilidade. O Delegado Geral da Polícia Civil, Andrade Júnior, designou o Delegado Titular da 34ª DP, Dr. Romério Almeida, para comandar as investigações.
Além das ameaças pelas redes sociais, há pessoas insuflando atos de violência contra os auditores, através de microfones, que também, deverão ser convocadas para depor.
Segundo o presidente do TJDF, nada foi feito, ao arrepio da lei. Todos os atos julgados pelos membros do tribunal, se basearam na lei, o que isenta de paixão clubística, os auditores.
O certo é que, muita gente, mesmo sem ler os autos do processo, passou a julgar e automaticamente condenar os auditores que votaram pela punição do Fortaleza, o que é temerário. Em processos, julgam-se os fatos, pelo que consta nos autos. 

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por fazer um comentário, em breve estaremos analisando e liberando sua postagem. Edmilson Maciel