quinta-feira, 28 de maio de 2015

MAIS 3 BRASILEIROS NA MIRA DO FBI. POR QUE O F B I ?

O FBI investiga crimes contra o dono da Traffic, José Háwilla, poderoso empresário brasileiro que estaria envolvido em corrupção no futebol. Já foi produzido um relatório de 61 páginas, voltados especificamente para crimes cometidos pelo empresário, que cita também, que há ainda 3 brasileiros sendo investigados. 
José Hávilla - Traffic - Foto NET
No ano de 1966, após assinatura de um contrato para fornecimento de material esportivo para a seleção brasileira, no valor de R$ 507 milhões, no prazo de 10 anos, teria havido um encontro entre o empresário e um representante da CBF, quando teria sido feita a partilha da propina, algo em torno de U$ 40 milhões. Como a CBF foi presidida por Ricardo Teixeira, entre 1989 e 2012, é possível que um dos 3 nomes investigados, seja o do então presidente.
Ricardo Teixeira - Foto NET
O amigo deve estar perguntando, por que só agora, o caso veio a público, partindo de investigação do FBI?
É fácil de explicar.  
O governo norte-americano investiu alto, para promover a Copa do Mundo de 2022 em seu território. Há um grande interesse de incrementar o futebol no país, pelos valores que envolvem o esporte. 
Na hora de decidir o país sede, a FIFA preferiu apoiar o Catar, que ganhou a disputa. Inconformado com a decisão, o governo norte-americano acionou, através dos canais competentes, o FBI, par apurar denúncias de corrupção.
Nesta sexta-feira (29/05/2015), haverá eleição para presidente da FIFA. O atual presidente Joseph Blatter, desafeto americano desde então, é favorito para se reeleger. 
Joseph Blatter - Foto NET
Além de declarar apoio ao candidato de oposição, o príncipe jordaniano Ali Bin Al Hussein, os americanos deflagraram a operação, prenderam dirigentes ligados ao caso, e deram publicidade, às vésperas do processo eleitoral. 
Em entrevista coletiva de ontem, em Nova York, os procuradores federais do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, se recusarem a dizer se o atual presidente da FIFA e candidato à reeleição, está sendo investigado. Porém, deixaram claro que as sete prisões efetuadas na Suíça, foram apenas o início da operação.
Traduzindo: quem estiver envolvido, fique com as barbas de molho!
É o troco que os Estados Unidos dão, para quem foi contrário à sua pretensão de sediar a Copa do Mundo de 2014, usando meios ilícitos.
Agora, é hora de dizer: "Quem for podre que se quebre"!

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por fazer um comentário, em breve estaremos analisando e liberando sua postagem. Edmilson Maciel