sexta-feira, 31 de julho de 2015

Náutico recebe o Macaé de olho no ataque adversário


A missão é parar a dupla de ataque do Macaé. Missão difícil mas não impossível para Júlio César. São 24 gols em 15 jogos. Não é um número tão expressivo, mas, esses gols colocaram o Macaé, dono do melhor ataque da Série "B", como candidato a uma vaga no G4. 
Uma vitória nesse sábado, possibilitaria a equipe carioca encostar no Timbu.
A dupla de ataque composta por Pipico e Wesley, marcou 62,25 % (15) dos gols do time carioca.



Gols no início têm que parar

Pelo segundo jogo consecutivo o Náutico sofreu gols antes dos cinco minutos de jogo e precisou correr atrás, no prejuízo. 
Na Arena Pernambuco deu certo. A virada veio, Já no Paraná o time não teve poder de reação. 
Júlio César - Foto NET
Este é um problema que Júlio César deseja ver corrigido o quanto antes. "Fica muito mais difícil, porque o Lisca arma uma estratégia e tudo o que ele construiu vai por água abaixo. Você fica mais exposto, você tem que agredir o adversário, Quando já começamos perdendo, é muito mais difícil. Tudo tem que ser mudado dentro de campo sem que o treinador tenha tempo de reorganizar as peças. Não estamos entrando em campo desligados, mas precisamos estar mais atentos".

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por fazer um comentário, em breve estaremos analisando e liberando sua postagem. Edmilson Maciel