quarta-feira, 22 de julho de 2015

Sport brilha no Brasileirão, pelo trabalho equilibrado da diretoria

A pergunta é praticamente rotina após cada 

vitória: qual é o segredo do Sport, para, contra 

quase todas as previsões, brigar na ponta de cima 

da tabela na Série A? 

A resposta do técnico Eduardo Baptista 

raramente foge do usual: "planejamento,  

trabalho, comprometimento e a economia 

realizada no início do ano".

Após o jogo com o São Paulo, o treinador citou a importância da 

estratégia do clube de poupar com as contratações para o Estadual 

e o Nordestão visando gastar mais após no atual estágio da Série A.


André - Atacante - Foto NET
De fato, os reforços trazidos para o 

Brasileirão não foram nada 


modestos. Samuel Xavier, Maikon Leite

Hernane (este, ainda 

sem estrear), Marlone, André, Ferrugem

Jogadores rodados e 

com passagens pelos maiores clubes do 

Brasil que vieram após o 

pernambucano e vêm sendo determinantes para a campanha do 


Sport.

“É a certeza no que você está fazendo, e certeza de o que o 


resultado não vai ser agora, mas lá na frente. Quando pegamos o 

grupo em outubro do ano passado foi pensando nisso, assim 

como quando economizamos para contratar em abril 

também foi pensando nisso. É planejamento, trabalho”, enfatizou. 

“É um clube em que o presidente sabe o que quer no campeonato. 

Ele não quer ganhar um jogo. Quer uma participação honrosa, do 

tamanho do Sport”.


Apesar de ressaltar o planejamento financeiro, Eduardo também 


citou a importância de outros âmbitos da preparação do clube. “É 

um planejamento de um todo, com os atletas comprando a ideia, 

correndo em campo. Mais uma vez o Sport sobrou fisicamente em 

campo. Foi muito superior. Então é trabalho, parte física, médica ...

Tudo isso é planejamento: saber o que está fazendo e ter 


responsabilidade”, exaltou.

O volante Wendel também falou sobre o que teria feito o Sport 


passar, em poucas semanas, das eliminações no Pernambucano e 

na Copa do Nordeste, à excelente campanha no Brasileiro. “Foi a 

diretoria ter permanecido com o Eduardo mesmo depois das 
Eduardo Baptista - Foto NET

eliminações. Ele conhece cada jogador 

e tem o dedo nas contratações, porque 

sabia das nossas carências”, frisou.


“Grande parte da equipe do ano passado 

permaneceu e ele trouxe peças

interessantes, que jogam em mais de 

uma posição. Já é um ano e meio à 

frente do Sport, e tenho certeza que tem 

o dedo dele no triunfo da gente”, 

concluiu o volante.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por fazer um comentário, em breve estaremos analisando e liberando sua postagem. Edmilson Maciel