domingo, 9 de agosto de 2015

Ceará 1 X 2 Vitória. Parece que não tem jeito


O Ceará amargou mais uma derrota e a cada dia vê mais de perto, o inferno da Série "C". 
Perdeu para o Vitória em pleno Castelão e acumula uma das piores campanhas da Série "B" dos últimos tempos.
Os números são de filme de terror. Tem o maior número de derrotas, é quem menos venceu, tem o  pior ataque, a segunda pior defesa, o pior saldo de gols, enfim, detém todas as características de um rebaixado.
Mesmo contando com a motivação da estréia do novo técnico, Marcelo Cabo, viu mais um revés em casa, configurando uma fase sem precedentes na história do clube.
Teve até um início de jogo razoável, um primeiro tempo em que teve um gol de Sandro anulado e uma bola na trave em falta batida por Ricardinho, porém, tomou dois gols em dois minutos e desmoronou mais uma vez.  
Aos 15 minutos Escudero marcou o primeiro, numa falha de marcação e aos 17 foi a vez de Rogério deixar a sua marca.
Júlio César
Foto: CearáSC
Só na segunda etapa o Ceará conseguiu finalmente, ver um atacante marcar um gol. Aos 32 minutos o estreante Júlio César bateu falta, a bola desviou em Escudero na barreira e fechou o placar. Para piorar a situação quase irrecuperável, Ricardinho saiu contundido e pode ficar fora das próximas partidas, a depender de exames.
Na lanterna da segunda divisão, vendo os adversários se afastando, o alvinegro cearense está há 9 pontos do Atlético-GO, o primeiro fora do  Z4.
Na terça-feira (11/08), recebe o América-MG às 19h00 no Castelão.
O Vitória, com mais esse triunfo, assumiu a liderança com 31 pontos ganhos e volta a jogar também na terça, dia de rodada cheia, contra a Luverdense, em Mato Grosso. 


FICHA TÉCNICA:

CEARÁ 1 X 2 VITÓRIA

Local: Arena Castelão, Fortaleza (CE)
Data: 8 de agosto de 2015
Horário: 16h30
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO), Jesmar Benedito Miranda de Paula (GO) e Flavio Gomes Barroca (RN)
Gols: Escudero (15' 1t), Rogério (17' 1t) e Júlio César (32' 2t)
Tiago; Alan, Charles, Sandro e Victor Luis (Julio Cesar); Baraka, Uillian Correia, Ricardinho (Mazola) e Bernardo (Fabinho); Fernandinho e Rafael Costa
              Técnico: Marcelo Cabo
Fernando Miguel (Fernández); Diogo, Guilherme Mattis, Ramon e Diego Renan; Marcelo Mattos, Pedro Ken e Escudero; Rogério (Vander), Rhayner (Amaral) e Elton
                Técnico: Vagner Mancini


0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por fazer um comentário, em breve estaremos analisando e liberando sua postagem. Edmilson Maciel