quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Para Cabo, Júlio César e Rafael Costa não jogam juntos

Questionado sobre os motivos que o fizeram deixar o atacante Júlio César no banco, no jogo contra o Bahia, e entrar com Alex Amado, o técnico Marcelo Cabo, do Ceará, deu uma explicação, que na minha concepção é no mínimo estranha. A justificativa do técnico alvinegro é que os dois atacantes, são homens de área e ele não costuma jogar com dois homens com as mesmas funções.
Para mim, soou como uma agressão aos meus experientes anos de comentarista.
A qualidade técnica do atacante Júlio César é indiscutível. Nunca o vi jogando como homem fixo de área, porém, mesmo que fosse, entendo que, pela bola que joga, competiria ao técnico inteligente, adotar uma forma de jogar, que contemplasse os dois juntos. 
Acho inadmissível para um comandante, deixar Júlio César no banco, para colocar qualquer outro atacante pelos lados.
Vou aguardar para ver o que vai rolar sobre o assunto, nas próximas entrevistas.
Até admito alguém achar que Alex Amado joga mais que Júlio César, porém, não foi o que ele mostrou até agora.




0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por fazer um comentário, em breve estaremos analisando e liberando sua postagem. Edmilson Maciel