sábado, 5 de dezembro de 2015

PRESIDENTE DA CBF CONVOCA ELEIÇÃO PARA DEZEMBRO

O novo comandante da CBF já assinou o seu primeiro ato. Deputado Marcus Vicente, convocou eleição para o cargo de vice-presidente, agora em vacância pela prisão de José Maria Marin. 
Vou tentar explicar: na última eleição, Marco Polo Del Nero recebeu de mão beijada, o cargo de presidente que pertencia a José Maria Marim. Houve na verdade uma composição, em que Marin fazia o seu sucessor, mas ficaria como vice. 
Ao ser preso na Suíça, José Maria Marin continuou com o cargo de vice, porque, no estatuto da entidade, o cargo só é declarado vago, depois de 6 meses de ausência do titular.
Pode não ser ético, mas é o que está escrito.
Como Del Nero, que está envolvido até a tampa em investigações de corrupção, teve que se afastar do cargo de presidente da CBF, entrou com pedido de licença e o cargo foi oferecido ao Deputado capixaba Marcus Vicente.
Completados os 180 dias de ausência de Marin, foi assinado o ato, convocando o colégio eleitoral da CBF, para o próximo dias 16. Só que desta vez, o processo eleitoral terá um número de participantes mais abrangente. Em vez de só os 27 presidentes de Federações Estaduais, a partir de agora, têm direito a voto, os 40 clubes que disputam as Série "A" e "B" do Campeonato Brasileiro, ou seja, em vez de 27, serão 67 votantes. 
Cel Nunes, Marin e Del Nero
Foto NET
Para tentar manter o poder com o seu grupo, Del Nero, mesmo licenciado, já articula para colocar "um dos seus" no cargo. É que em caso de renúncia, e del Nero apenas se licenciou, assume o vice mais velho. Para isto, Del Nero lançou a candidatura do Cel. Antônio Carlos Nunes de Lima, atual presidente da Federação Paraense de Futebol, que tem atualmente 77 anos e quando Del Nero tiver que renunciar, o Cel. Nunes, homem da confiança de Del Nero, assumirá o cargo por ser o vice mais velho, já que, na atual situação, o vice mais velho é o atual presidente da Federação Catarinense de futebol, que tem 74 anos e é claro desafeto de Del Nero. 
Na próxima segunda-feira (07/12), haverá uma nova reunião do Comitê de Ética da FIFA, e é possível que Del Nero tenha uma punição publicada após essa reunião.
Como "a casa está caindo", como se diz no popular, Del Nero se apega a tudo que é manobra possível, para não ir parar nas grades, a exemplo do que aconteceu com o seu antecessor na direção da CBF, José Maria Marin, que ontem, sexta-feira, conseguiu depositar R$ 1 milhão de reais na Justiça Americana, como fiança para permanecer em prisão domiciliar.
A cada dia, se fecha mais o cerco. Pode ser que com a intervenção do FBI que continua investigando a corrupção no futebol mundial, voltemos a ter um futebol em que as partidas sejam vencidas, sem interferências externas, como parece haver atualmente. 

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por fazer um comentário, em breve estaremos analisando e liberando sua postagem. Edmilson Maciel