quinta-feira, 27 de outubro de 2016

MP VAI INVESTIGAR NOVO RECORDE DE PÚBLICO DO CASTELÃO

Após a partida entre Fortaleza e Juventude, pela fase semin-final da 3ª Divisão do Campeonato Brasileiro, realizado no dia 09/10 na Arena Castelão, foi divulgado um novo recorde de público daquela praça de esportes. Como a imprensa divulgou há algum tempo, que muitas cadeiras foram retiradas das arquibancadas (foto O POVO)
o Ministério Público quer saber por qual razão o clube vendeu tantos ingressos para aquela partida, se por lei, só podem ser vendidos ingressos onde houver cadeiras, ou seja, o clube pode ser notificado por vender ingressos além da capacidade do estádio. Além, disso, um outro fato chama a atenção. Há um acordo entre os clubes locais e o próprio Ministério Público, em que, em cada partida realizada naquela arena, o clube mandante deve disponibilizar no mínimo 1.000 ingressos a título de "gratuidades". São ingressos para pessoas, que por força de lei estadual, têm direito a entrada de graça no Castelão. É o caso dos idosos, por exemplo. E, verificando no "Boletim Financeiro", no site da CBF, vê-se que em todos os jogos ali realizados, estão registradas essas gratuidades, e este item não consta como público pagante, lógico. Só que, naquela partida contra o Juventude, esse item foi abolido, não consta nenhuma gratuidade.
Os 1.000 ingressos de gratuidades, que foram distribuídos, não aparecem na contagem. Como as pessoas ali entraram, fica claro que houve manipulação dos números. Ou teria sido retirado o item "gratuidade", para esconder o real número de pessoas que adentraram aquela praça, ou as 1.000 gratuidades teriam sido colocadas como cortezias, que pagam R$ 1,00, engordando o número de pagantes, o que gerara o novo recorde de público. O ministério Público vai notificar a empresa que administra a Arena Castelão, para esclarecer se esse novo recorde divulgado, é real. Por enquanto, fica a dúvida da informação prestada com toda pompa, pela imprensa. Será que foi gerado um recorde fictício? Vamos aguardar os esclarecimentos! Se é que o MP vai divulgar a verdade para conhecimento público! 

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por fazer um comentário, em breve estaremos analisando e liberando sua postagem. Edmilson Maciel