quinta-feira, 13 de julho de 2017

CASO DE RACISMO DE JOGADOR DO INTER CHEGA À POLÍCIA


O jogador Elton, atacante do Ceará, esteve hoje em uma delegacia, acompanhado do Diretor Jurícico do Ceará, registrando em B. O. a agressão de cunho racista que sofreu partindo do zagueiro argentino Cuesta, do Internacional, por ocasião da partida realizada na última terça-feira no Castelão. No relato, Elton reclamou que fora chamado de "macaco" pelo agressor, o que caracteriza crime. O interessante é que, há um agravante nessa história! Segundo o jogador, o fato foi levado ao conhecimento do árbitro da partida, que o omitiu da súmula, em uma demonstração clara de complacência para com um caso criminoso. Após lavrar o B. O. o jogador, acompanhado do advogado Ernando Uchoa, parte para o processo contra o gringo racista. Esperamos que o fato chegue também à CONAF, órgão da CBF que trata da arbitragem brasileira. Esse é um caso grave de um árbitro qualificado.
Abaixo, a cópia do Boletim de Ocorrência: 


Obs.:Preservamos os dados pessoais do atleta, por questão de segurança.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por fazer um comentário, em breve estaremos analisando e liberando sua postagem. Edmilson Maciel