segunda-feira, 24 de julho de 2017

CEARÁ CHEIO DE DESFALQUES PARA PEGAR O PAYSANDU


Depois da desastrosa derrota para o Goiás no Castelão na última sexta-feira, os jogadores do Ceará ganharam 2 dias de folga e se reapresentaram nessa segunda-feira. E o que se viu foi a confirmação de uma carrada de problemas para a próxima partida. O alvinegro vai a Belém enfrentar o Paysandu, na próxima sexta-feira, e de cara, não póderá contar na zaga com Rafael Pereira e Valdo contundidos, e com Raul no meio-campo, pelo 3º amarelo.
O volante Richardson deve voltar, depois de tratamento médico. As ausências são um problema para o técnico Marcelo Chamusca que tentou uma formação sem nenhum homem de articulação de jogada e se deu mal, perdendo para o Goiás que vinha de 3 derrotas seguidas. Espera-se que, desta vez coloque o Ricardinho para jogar. Aliás, parece mesmo que Chamusca não gosta de meia. Dos 3 jogadores de armação que o time tem, ele já desprezou o Felipe Tontini e o Felipé Menezes, dando uma demonstração que não gosta de jogador para organizar o meio-campo. E na sexta ficou claro isso. Sem o Ricardinho, criou quase nada e a derrota veio como consequência. Certo que um gol absolutamente irregular, com 3 jogadores em posição de impedimento nas barbas do bandeirinha, um fez o gol idevidamente confirmado pelo auxiliar. Até parece que já decobriram que contra o Ceará, podem errar à vontade, porque nenhuma providência parte da diretoria será tomada, numa omissão irritante. Caminho aberto para os incopetentes trilharem os seus tortuosos caminhos.
A derrota para o frágil Goiás deixou o torcedor desanimado. Até que vinha fazendo boas partidas, porém, caiu feio, produção fraca, sem criatividade e perda de 3 pontos irrecuperáveis. Esperar que nas próximas partidas, Chamusca não queira inventar,  e coloque o qua há de melhor em campo.  

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por fazer um comentário, em breve estaremos analisando e liberando sua postagem. Edmilson Maciel