sexta-feira, 11 de agosto de 2017

RENDA E PÚBLICO DA SÉRIE B 2017 - UM RETRATO


Ontem nós publicamos nesse blog, matéria sobre a presença de público na Série "B" 2017, com destaque para o fato do Ceará ter a 2ª maior média de público nas 19 primeiras rodadas, o que corresponde ao 1º turno da competição.
Hoje, de forma mais abrangente, trazemos números do contexto das 20 equipes em disputa, também com relação a renda e público no 1º turno. Um trabalho paciente e minucioso para deixar o nosso leitor informado com respeito à segundona.


Nas 190 partidas realizadas correspondentes ao 1º turno, a arrecadação total foi de R$ 13.532.487,50

A média de arrecadação por partida é de R$ 71.223,62



Em termos de público, tivemos 900.999 pagantes.

A média foi de 4.742 pagantes por jogo.

Nenhuma surpresa na constatação de que o Internacional, pela sua dimensão, ocupa o topo da arrecadação da competição, bem como da presença de público. 


Dos 20 clubes na disputa, só 2 (Internacional e Ceará) ultrapassaram a faixa de R$ 1 milhão de arrecadação bruta nos jogos como mandantes.

Outro detalhe importante é que só Internacional e Ceará superaram a marca de 100 mil pagantes em seus jogos.


Em 9 partidas no Beira- Rio o Inter arrecadou R$ 3.737.291,00 Uma média de R$ 415.254,56
O público presente nos seus 9 jogos foi 177.897 pagantes, o que dá uma média de 19.766 por jogo.



O Ceará arrecadou nos 9 jogos em casa R$ 1.179.466,00 para uma média de arrecadação de R$ 131.051,78
Como mandante o Ceará levou 105.991 pagantes aos seus jogos,o que dá uma média de 11.777 por jogo.

No lado negativo da tabela, veremos que 2 dos 20 participantes, Boa Esporte e Luvedense, que realizaram 9 jogos cada como mandantes, tiveram as piores médias, não chegando a colocar nos 9 jogos, nem 10.000 pagantes. Luverdense tem a pior média de público da Série "B". Foram 9.035 pagantes com 1.035 por jogo. 

No quadro abaixo, os números dos 20 clubes:


OR
CLUBE
PÚBLICO
RENDA
MÉDIA DE PÚBLICO
MÉDIA RENDA
INTERNACIONAL
177.897
3.737.291,00
19.766
415.254,56
CEARÁ
105.991
1.179.466,00
11.777
131.051,00
SANTA CRUZ
73.198
694.147,50
8.133
77.127,50
C R B
53.243
791.143,00
5.324
79.114,30
PAYSANDU
51.441
895.295,00
5.144
89.529,50
PARANÁ
44.208
767.765,00
4.912
85.307,22
JUVENTUDE
41.803
521.520,00
4.180
52.152,00
GUARANI
38.205
612.680,00
4.776
76.585,00
ABC
37.344
424.371,00
3.734
42.437,10
10º
GOIÁS
37.239
475.185,00
5.320
67.883,57
11º
FIGUEIRENSE
34.255
770.761,00
3.426
77.076,10
12º
LONDRINA
30.605
534.658,00
3.061
53.465,80
13º
VILA NOVA
30.515
395.775,00
4.359
56.539,29
14º
NÁUTICO
29.547
384.340,00
2.955
38.434,00
15º
AMÉRICA - MG
29.242
180.425,00
2.924
18.042,50
16º
BRASIL 
27.794
346.120,00
3.088
38.457,78
17º
CRICIÚMA
25.550
537.330,00
2.839
59.703,33
18º
OESTE
13.958
95.895,00
1.551
10.655,00
19º
BOA ESPORTE
9.649
83.500,00
1.072
9.277,78
20º
LUVERDENSE
9.315
104.820,00
1.035
11.646,67




Obs.: A ordem seguida é referente à presença de público.
Obs.:A média se refere à quantidade de jogos efetuados em casa, sendo consideradas apenas as partidas com presença de público. Para exemplificar, temos o Goiás que dos 10 jogos como mandante teve apenas 7 com presença de público, em funçao de punição imposta pelo STJD.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por fazer um comentário, em breve estaremos analisando e liberando sua postagem. Edmilson Maciel